Olá! Tudo bem?
Apesar disso parecer um chamado ou algum tipo de texto com um fundo desesperado, o que vocês vão ter aqui, na verdade, é uma resenha de um livro maravilhoso que acabei de ler!

Procura-se um Marido

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.

Páginas: 474 | Autor(a): Carina Rissi | Editora: Verus | Gênero: Chick Lit

Quando terminei de ler esse livro, há minutos atrás, tive a imensa vontade de compartilha-lo com o mundo! Assim como tive ao terminar de ler Cartas de Amor aos Mortos. Então cá está eu, de coração aberto, de alma e com toda a paixão que senti enquanto lia, para mostrar a vocês a incrível sensação de um livro brasileiro.

Procura-se um Marido é um livro de Carina Rissi. Ela é brasileira e isso empolgou-me bastante quando decidi ler. É autora da série Perdida, No Mundo da Luna e Mentira Perfeita. Infelizmente, nunca ouvi falar da autora antes, mas já estou louca para continuar a desvendar suas obras.

A história desse livro é sobre Alicia, uma garota mimada, aventureira, que não tem responsabilidade nenhuma e que sinceramente, sempre se dá mal por contar mentiras, isso quando alguém acredita nelas. Como seus pais morreram quando ela ainda era novinha, a mesma fora criada pelo avô. Ele por sinal, merece uma publicação só sobre ele. Seu Narciso, é o pai, a mãe, a avó e o avô que todo mundo gostaria de ter em um pacote só. Toda a história dos dois, supera qualquer outra história de romance.

Por você ficar tão ligada a Seu Narciso, você começa a ficar triste quando descobre que o mesmo não está com Alicia. É um fato que ele vai morrer, isso nós sabemos ao ler a história, está na sinopse essa informação, mas depois de tanta besteira de Alicia, a única coisa que você mais almeja é que ele por algum milagre divino volte a vida. Essa falta acabou sendo compensada por cartas que o avô deixa para Alicia e pela sua presença em seus sonhos. De certa forma, era aquilo que a neta e até mesmo os leitores precisavam.

Após a morte do avô, Alicia recebe o testamento e fica indignada com suas regras e até mesmo fica se questionando sobre o motivo de Seu Narciso ter feito aquilo. O testamento diz que Alicia só poderia receber sua herança quando ela estivesse a um ano casada. No final, você percebe que nada fora como imaginado.

Se eu fosse deixar duas palavras que descrevessem o livro seriam: Apaixonante e engraçado.

O livro tem todo um lado cômico que me fez soltar várias gargalhadas enquanto lia. Ri com toda a "dificuldade" que Alicia sentiu pelo seu salário da empresa do avô ser baixo, o seu anúncio de jornal para achar um marido, como ela lidava com cada candidato e, todas as partes com sua melhor amiga.

"'Nem pense em se casar com o príncipe encantado', ela me disse certa vez. 'Case-se com o lobo mau. Ele sim saberá tratar você bem.'"

Como descrever o romance entre Alicia e Max? Talvez um dos melhores que já li! Max é o tipo de cara que qualquer pessoa quer para sempre, ele é todo perfeitinho do jeito dele, encantador, diga-se de passagem. Você acaba compreendendo Alicia por se sentir mal quando não tem ele por perto, afinal, você também quer a presença dele na história.

É um clichê sem fim! Mas todo mundo as vezes precisa de uma boa história de amor aonde o "príncipe" se joga na frente da "princesa" para que ela não morra. Literalmente.

"Max não deveria ser educado comigo. Nem gentil. E, sobretudo, não deveria segurar meu rosto da forma como havia segurado no escritório, e seus olhos não deveriam, jamais, em hipótese alguma, brilhar como dois sóis quando olhavam para mim."

De todas as emoções que senti enquanto li o livro, a principal foi a de um aperto no coração. Queria resgatar Alicia e ajuda-la, queria dar uns tapas nela e dizer poucas e boas, queria entrar dentro da história para sequestrar Max e principalmente, gostaria de que Seu Narciso voltasse a vida para ver como Alicia cresceu. De certo modo, ele viu e, isso deixou tudo mais incrível!

A escrita é impecável, Carina tem um talento e dom que qualquer um morre de inveja. Foi por isso que Procura-se um Marido tem um cantinho especial dentro do meu coração.

Por fim, quero dizer como a leitura vale a pena. Chorei, ri bastante, sorri naturalmente sem ao menos perceber e encantei-me. Ver o crescimento de Alicia é incrível, ver o amor de Max é apaixonante, ver como é engraçado tudo que acontece em volta e, principalmente, ver a evolução de uma menina mimada para uma adulta é maravilhosamente bom. Alicia cresce e, apesar de no início seu maior desejo fosse o dinheiro, nada mais passa a importar quando ela percebe que tem algo muito melhor e maior ao seu lado, Max.

"-É ruim quando você não vai para o mesmo lugar que eu, e sou obrigada a enfrentar o ônibus. -Deslumbrada, vi seus lábios se esticarem e se curvarem num sorriso sobre os dentes perfeitos, os olhos brilhando feito caleidoscópios, fazendo meu pulso acelerar.
-Então não vá pra longe de mim, Alicia." 

Nota: 4/5 ♥

Comprar Procura-se um Marido | Submarino | Saraiva
Baixar Procura-se um Marido | PDF

Deixe um comentário