Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Depois de despejar mil lágrimas em cima de meu exemplar de Nossa Música, já me sinto bem melhor para compartilhar com vocês um pouquinho desta obra que me fez derreter. 

Nunca me senti tão frágil após uma leitura, tão sem pensamentos, tão de ressaca. Na verdade, eu não imaginava que metade dos meus sentimentos pudesse existir. Sendo bem sincera, hoje vou resenhar para vocês um livro que mexeu com partes de mim que eu ainda não conhecia. 

Quando esse livro chegou a minhas mãos, quase surtei de tanta emoção, mas mais ainda, quase surtei, pois não tinha tempo para ler. A história chegou a minha casa, porém eu estava em semana de prova. E se tem uma coisa que vocês nunca vão ter em semana de prova, essa coisa sou eu. Sem brincadeiras, acho que nem meus pais veem meu rosto direito nestas semanas. Logo, não seria um livro que veria. 

Apesar de tudo, assim que entrei de férias, não fiz outra coisa. Fui correndo pegar Nossa Música para ler, queria tanto conhecer melhor o novo livro da Dani Atkins que mal respirei enquanto lia. Hoje, posso dizer que só me arrependo de não ter lido esse livro antes.

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam.

Foto: Cecília Justen

Páginas: 368 | Autor(a): Dani Atkins | Editora: Editora Arqueiro | Gênero: Romance

O livro conta a história de Ally e Charlotte, duas ex-amigas de faculdade que como a própria sinopse diz, teriam tudo para dar certo se não fosse por David. Sendo bem sincera, eu discordo um pouco deste final. Ally e Charlotte são duas pessoas completamente diferentes. Charlotte tem dinheiro e apesar de não possuir uma ligação muito forte com a família, sempre demonstra estar bem. Ally, no entanto, não é rica e em todos os momentos vê essa diferença enquanto está perto de seus amigos de faculdade. Não me entendam mal, não é o fato da renda delas serem diferentes que faz com que elas não possam se dar bem, mas a questão é que Ally tem um bloqueio por sempre se sentir inferior. Não a julgo, entendo completamente o seu lado.

A obra é de início narrada em terceira pessoa, o que deixa nos leitores um ar de suspense, afinal, você não conhece os personagens e não faz a menor ideia do que está acontecendo. O prólogo da história é para nos mostrar dois acidentes diferentes. O primeiro foi um homem que ao tentar salvar uma criança e um cachorro de um lago congelado acabou caindo e indo para o hospital com riscos graves. O segundo também foi um homem, porém, diferentemente do primeiro, ele estava em uma loja comprando uma joia para sua mulher quando sentiu uma forte dor no peito e desmaiou. Logo depois a obra é inteiramente narrada por Ally e Charlotte. Nesses capítulos descobrimos que o homem do lago era Joe, marido de Ally, e o homem com sérios problemas no coração era David, marido de Charlotte. Só que o que as duas ainda não sabiam, era que esperando resultados melhores de seus maridos, as duas iriam acabar se reencontrando.

E é aí que a história, pra mim, começa a ficar boa de verdade. Conhecemos o passado das duas por meio de lembranças que as mesmas vão tendo enquanto se deparam com mais um problema em seus caminhos. Vemos como Ally e David se conhecerem, depois como Charlotte entrou no meio e por fim, entendemos o motivo de Ally e David não estarem mais juntos. Conhecemos então a história de Ally e Joe, como o romance dos dois foi montado de uma maneira lenta e sem avisos, fazendo com que eu morra de amores por esse casal. Lemos a história de Charlotte e David, e temos o ponto de vista das duas personagens principais de acontecimentos que até então fazem com que uma pareça inimiga da outra.

Foto: Cecília Justen

Confesso que de início eu não gostava da Charlotte, eu era totalmente do time da Ally, mas não confundam ser time Ally e querer a personagem com o David, na verdade, eu vi o casal perfeito que era ela e o Joe. Em falar em Joe, que homão! Eu fiquei apaixonada por ele desde o primeiro momento em que ele apareceu na história salvando uma criança até o momento em que a história acabou. Charlotte, no entanto, não me cativou, mas enquanto no primeiro momento da obra eu não gostava dela, no final eu comecei a aceitá-la. Eu entendo que o motivo das coisas terem acontecido não foram culpa dela, ela é uma personagem boa, Dani Atkins não quis fazer um vilão, mas mesmo assim, acho que por ser apresentada a história de Ally primeiro, isso fez com que a história de Charlotte não fosse tão emocionante pra mim. 

"Quem não me conhecia bem muitas vezes pensava que eu era esnobe ou apática. Nem um, nem outro, mas em geral levava um bom tempo para me abrir com as pessoas." -Charlotte

Acho que a história ficou tão emocionante exatamente por causa dessas trocas constantes de ponto de vista. Isso foi à chave para o livro ser perfeito. O ar de suspense que fica no ar por não sabermos o que aconteceu no passado para resultar em um presente como aquele é o que nos deixa mais empolgados com o livro em si. Não sabemos dos sentimentos de Ally e de David atualmente, não sabemos se os dois ainda sentem alguma coisa um pelo outro, isso deixa tudo mais angustiante. Vemos Charlotte contando a verdade sobre o que aconteceu depois que Ally e David terminaram, e isso além de acabar comigo, fez com que eu pegasse uma raiva muito grande da personagem. 

"Exatamente ali, sentada no escuro, esperando para saber se o homem que eu amava iria resistir até a manhã seguinte. A única pergunta era... qual deles?" -Ally

Então enquanto lia, senti todas as emoções possíveis. Conhecer cada história da vida dos personagens é uma experiência incrível, entender como eles ficaram tão maduros foi o alvo do livro. Ver Ally no passado, uma adolescente que se sentia extremamente deslocada com um namorado, David, que era rico, e agora, no tempo em que a história se passa, ela tem um filho lindo de 7 anos que só faz a obra parecer mais cativante, é uma emoção só.

Os acontecimentos foram se passando diante dos meus olhos e a única coisa que eu mais tive vontade de fazer era arranjar um jeito de mudar o caminho em que as coisas estavam andando. Meu coração chegou a ficar na mão em tantos momentos que é mais fácil contarem quantas vezes isso não aconteceu.

"Eu ansiava para que ele abrisse seus calorosos olhos e me envolvesse em seus braços fortes. Só que esses olhos estavam agora fechados e cobertos com uma fita para protegê-los do ressecamento, e seus braços repousavam como galhos de uma árvore caída, com agulhas nas veias, conectando-o por tubos e fios a máquinas." -Ally

Dani Atkins foi e sempre estará em meu coração de leitora apaixonada por romances cativantes que te fazem chorar litros enquanto você lê os dois últimos capítulos. Ela tem uma escrita leve e cheia de emoção que faz você vibrar com os personagens a cada notícia, seja ela boa ou ruim. Se eu amei? Amei tanto que posso dizer com certeza que de todos os livros que eu já li da Dani esse fora de longe o melhor, e olha que eu adoro as obras da autora. 

Indico essa história para todas as pessoas que eu conheço, não só por ser um romance e eu amar esse gênero, mas eu indico exatamente por não ser apenas um romance. Nossa Música trata de vida, de perdas, de questionamentos, de certezas e, principalmente, de amadurecimento de tal maneira que todas as pessoas deveriam parar um pouquinho para ler. Parar um pouquinho para questionar a própria vida e ama-la intensamente depois de ler uma história que é lindamente triste que vai te deixar com dor no peito quando chegar ao ponto final e entender que aquele, infelizmente, é o fim.

"Durante anos suas vidas haviam sido atadas pelo destino e pela sorte de maneiras que às vezes lhe pareceram impossíveis. Mas, de alguma forma, cada momento tramado pelo acaso os levara até ali, para essas pessoas e esse futuro."

Nota: 5/5 ♥ 

Compre Nossa Música | Submarino | Saraiva 
Baixe um trecho de Nossa Música | PDF

Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩

18 Comentários

  1. Oie

    Imagino como seja sua semana de provas, eu também sumia quando era comigo, ninguém me via kkkkkkk. Só relaxava mesmo quando acabava.
    Fiquei encantada com a resenha. Eu gosto muito de tramas que me leve as lágrimas, que mexa com minhas emoções e a Dani consegue fazer isso. Além de ser uma escrita deliciosa.
    Estou doida pelo livro e com certeza vai estar entre minhas próximas aquisições.

    bjs

    http://condutaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fê! Tudo bem?

      Menina, eu sou a louca na semana de provas! Não sei como ainda estou viva Haha
      A Dani é assim mesmo, ela tem o poder de nos levar as lagrimas e quando começamos a chorar, não paramos mais. Se você estiver preparada para ler uma história assim, Nossa Música é perfeito.

      Muito obrigada pela visita :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Que história linda! Eu ainda não conhecia esse livro, mas desejei aqui e já add no skoob!
    Acho que vc fez muito bem em esperar pra se jogar nesse livro rsrs
    Adoro quando ficamos íntimos assim dos personagens, dá veracidade à história!
    Maravilhosa mesmo.

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Viviane! Tudo bem?

      A história é maravilhosa, fiquei apaixonada! Acho que você vai amar, se você gostar de livros do gênero. Concordo com você, quando fiquei livre das provas foi muito melhor me entregar no livro. Muito obrigada pela visita :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Socorro! Que fotos maravilhosas. Esse livro, ái meu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Anne! Esse livro é assim mesmo rsrs

      Beijos!

      Excluir
  4. Olá, amei a resenha essa capa é linda fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Essa é a segunda resenha que leio desse livão e já quero demais lê-lo. Amei sua resenha. 😊

    ResponderExcluir
  6. Ola! Tudo bom??
    A capa e a premissa da história são lindas! Simplesmente estou doida pra ler e me emocionar igual todo mundo! Otima resenha e fotos! Arrasou!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Yasmim! Tudo bem?
      A história é realmente linda, esteja preparada para chorar Haha Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Cecilia, tudo bem?
    Estou começando agora a ler livros de romance, mas esse até que me deu uma certa curiosidade para saber do passado dos nossos personagens. Acho que eu também irei me identificar mais com Ally, mas não vou me precipitar agora haha
    Beijos!
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabela!
      Sou apaixonada em livros de romance, apesar de amar livros de suspense, então não sou muito confiável para te falar que você precisar ler esse livro haha O bom dessa obra é que não é apenas um casal e não rola um triângulo amoroso, então eu acho que você pode gostar. A Ally é a melhor pessoa Haha

      Obrigada pela visita :)
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Cecí!
    Estou lendo ele nesse momento e nossa fiquei com uma raiva incondicional de Charlotte, para mim ela é culpada sim e naõ tem nada que me tire isso da cabeça. O tempo todo nas narrações dela, ela fica tentando se justificar, se mostrar que está certa mas eu não engulo não. A raiva da personagem foi tanta que quase pulei as partes que ela narrava para ler somente as da Ally kkkk
    Adorei as fotos e a sua resenha está impecável, acho que vou chorar horrores no final também.

    Beijinhos!
    Http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila! Tudo bem?

      Coitada da Charlotte... Eu não sou muito fã dela e toda vez que aparecia as partes dela eu suspirava e pensava se deveria ou não pular, mas tinha tanta coisa importante que acabei lendo haha Realmente, ela se justificando dá muita raiva, até porque dá a entender que ela é culpada por causa dessas justificativas sem fim. Muito obrigada e já vai se preparando, você vai chorar litros!

      Beijos!

      Excluir
  9. Para mim, esse livro não tem meio termo: ou você ama ou você odeia ele. Eu fiquei super dividida quando li ele, mas acabei optando por amá-lo, pois entendi que nem sempre a história pode seguir como desejamos. Sua resenha está maravilhosa, bem como suas fotos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Exatamente! Quando li eu percebi isso. Não tem como você ficar divido, o que em partes é muito legal. Eu não gostei muito do final, mas entendi o motivo de tudo ter acontecido, então também estou no time do amá-lo. Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir