Foto: Editora Arqueiro

Ei! Tudo bem?

Lembram que eu falei sobre estar mega atrasada com as resenhas e outras postagens? Então, eu estava falando realmente sério. Amor Sem Medidas era para ter saído mês retrasado! Entretanto, antes tarde do que nunca e é por isso que o livro de Sophie Jackson está aqui.

Lançamento de Setembro da Editora Arqueiro, Amor Sem Medidas é um livro curto, mas com muito sentimento envolvido entre os personagens e, quando digo muito, é realmente muito, não teve um momento em que duvidei do amor dos principais, afinal, eles só falavam sobre isso. Então cá estou eu, escrevendo para vocês sobre uma coisa que eu amo: Amor. 

Sinopse: Tudo ia bem na vida de Riley Moore, um ex-presidiário que trabalha duro para se manter de forma honesta em Nova York. Um telefonema da mãe, no entanto, acaba tirando o rapaz dos eixos: o pai está internado em estado crítico, depois de sofrer o segundo ataque cardíaco em menos de dois anos. Para estar ao lado da mãe nesse momento tão difícil e tentar resolver seus conflitos com o pai antes que seja tarde demais, Riley deixa tudo para trás e retorna a Michigan, sua terra natal, pela primeira vez em cinco anos. Mas lá não estão apenas os pais de Riley e as memórias de sua família: Lexie Pierce ainda vive na cidade. Grande amor da vida de Riley, ela também foi a responsável por deixar seu coração em pedaços. Como se a alma de um atraísse a do outro, o encontro entre os dois é inevitável. As lembranças de um amor poderoso fazem Riley querer Lexie de volta aos seus braços. Entretanto, a garota esconde um grande segredo, capaz de colocar à prova a confiança e os sentimentos do rapaz. Será que eles conseguirão superar a dor e o sofrimento de sua história para enfim viverem felizes para sempre?

Páginas: 288 | Autor(a): Sophie Jackson | Editora: Editora Arqueiro | Gênero: Romance

Riley e Lexie se conheceram quando ambos ainda possuíam 8 anos. Riley via a garotinha brincando todos os dias e ficava cada vez mais encantado, então a amizade acabou sendo inevitável. Consequentemente, com o passar dos anos, os dois acabaram ficando cada vez mais próximos, surgindo então o amor. Riley se apaixonara intensamente por Lexie e foi no dia do baile da escola que ele finalmente decidiu expressar esse amor.

Entretanto, nem tudo é como os personagens gostariam e por causa de acontecimentos da vida, Riley e Lexie acabam se separando. Em alguns momentos as recaídas existiram, mas agora eles estão há cinco anos sem se verem e não esperavam realizar esse encontro tão em breve.

"Ela era a coisa mais legal do mundo. Cresceram juntos, brigaram, fizeram as pazes e trocaram o primeiro beijo quando tinham 14 anos, bem na época que ele percebeu que gostava dela de um jeito que o fazia se sentir meio estranho."

Riley, já adulto, recebe uma ligação avisando que seu pai sofrera um grave acidente e precisa urgentemente da presença do filho na antiga cidade. E é assim que Riley sai de New York para voltar a sua cidade natal, a cidade em que deixou Lexie na última vez.

Entre encontros e desencontros, Riley não consegue lidar com seus sentimentos ao ver a nova Lexie, uma mulher cheia de segredos que prometem abalar toda a situação dos dois que ainda nem aconteceu. A maior questão é: O grande erro de Lexie, esconder o segredo de Riley, fará o mesmo perdoa-la para o romance dos dois finalmente dar certo?

"Tinha rompido todos aqueles laços e sabia como seria difícil reconstruí-los. Muita coisa havia sido feitas, e muitas palavras foram ditas. Ele tinha aprontado demais, feito péssimas escolhas e magoado aqueles que mais amava."

Não sei por qual parte devo começar essa resenha. Digo isso pois a leitura foi algo muito complicada para mim. Não consegui engatar na obra e em todos os momentos eu pensava em pegar outra coisa para ler. Sem sombra de dúvidas, Amor Sem Medidas não me conquistou.

Quero constatar antes de tudo que nunca li nada da Sophie, autora do livro. Isso inclui, obviamente, a trilogia Desejo Proibido, cujo Amor Sem Medidas se encontra como terceiro livro. Então, mesmo sabendo que estou completamente errada (mesmo as obras não se lincando em nenhum momento), ainda me sinto na obrigação de contar para vocês sobre o motivo de tudo não ter saído como eu exatamente gostaria.

"Ela é o grande amor de sua vida, que destruiu seu coração."

A obra é narrada boa parte do tempo por Riley, fato que me agradou bastante, pois gostei demais de ver seu ponto de vista em relação aos acontecimentos da história, isso deixou tudo com um aspecto mais legal.

Falando em Riley, gosto muito do personagem. Não tive um crush ou certo desejo por ele, na verdade, eu só o achei um cara legal. É ex-presidiário, tem 3 irmãos, vive em um mundo cheio de mulheres, mas não é nenhum pouco machista. A maior questão dele é que foi parar na prisão por ser uma pessoa boa demais e ajudar (sem ao menos saber) as pessoas erradas, então nem nessa parte ele consegue ser uma pessoa totalmente ruim. Ele, inclusive, cumpriu sua pena e depois de muita dificuldade em arrumar um emprego e lidar com seu pai decepcionado, conseguiu trabalhar com o amigo em uma oficina, coisa que ele ama.

E citando sobre algo que ele ama, lembrei-me de Lexie, pessoa que eu não gostaria de ter lembrado. Eu sei que ela é a mocinha da história, a personagem que eu deveria pelo menos aceitar, mas nem isso rolou. Não sei por qual motivo, porém, sei que não gostei dela. Seu jeito meio "rosa demais" (isso é possível?), todos os seus motivos para esconder coisas importantes de Riley, seus motivos para julga-lo. Não sei, foi muito difícil gostar dos dois juntos. Em certos momentos achei que Riley não merecesse ficar com Lexie.

Todavia, cheguei a gostar muito dos dois quando ainda eram crianças. A amizade dos dois era uma amizade linda que eu super senti inveja. Quando tinham os flashbacks, eu sentia o amor dos dois de uma maneira muito mais intensa, pura e verdadeira. Sendo sincera, acabei de chegar à conclusão que a amizade entre os dois fora algo muito melhor do que a parte romântica de namorados.

"Lexie adorava tudo nele. O coração da garota batia forte, como se soubesse que a sua outra metade estava ali tão perto, mas ao mesmo tempo, tão distante..."

Não pretendo fazer uma lista de coisas que não me agradaram, mas acho válido constar que o livro não me prendeu. Diferentemente dos livros da Abbi Glines, que chegam a ser parecidos com a obra de Sophie, Amor Sem Medidas não passava o mesmo aspecto do New Adult. Não sei se foi a escrita da autora, o clímax da história que não foi muito surpreendente e eu estava precisando de algo diferente ou eu só não estava no clima de um romance New Adult.

Outra coisa que foi difícil de engolir, como disse anteriormente, foi o romance dos dois. Eu queria que o Riley não perdoasse a Lexie em nenhum momento, mas como já era de se imaginar, eles ficaram juntos no final e eu detestei.

Falando em final, foi bem decepcionante. Depois de tudo, depois de uma história que passou correndo - mas não se deixe enganar, até Riley e Lexie se reencontrarem e algo começar a acontecer, o livro já estava acabando - e depois de todo um clichê nenhum pouco memorável, chegou o final e eu estava crente que algo finalmente ia acontecer. E aconteceu, mas foi tão sem sentido que eu terminei o livro sem entender o que estava acontecendo. Terminei a história e me perguntei se existia outra parte que foi apagada do Ebook.

"Claro que o sentimento era mútuo. Caramba! Ele nunca desejou uma mulher mais do que ela. Lexie tinha estabelecido um padrão elevado demais, e ninguém tinha chegado nem perto disso."

Sei que depois de alguns comentários negativos e depois de vocês lerem a nota que eu dei para o livro, muitos irão ignorar a obra ou a própria Sophie, mas eu peço que, por favor, não façam isso. Li vários comentários positivos e leitores assíduos se apaixonando pela obra e pela escrita da autora. Então levem em consideração o que eu escrevi, mas se sentirem vontade e se tiverem se interessado em descobrir o segredo de Lexie, dê uma chance, vocês poderão se surpreender. Como disse, às vezes não gostei porque não estava no momento para aquele gênero, e não sei com vocês, mas isso acontece direto comigo.

Por isso digo, Amor Sem Medidas fala sobre amor e amor pode surpreender cada um de maneiras positivas ou negativas. Cada leitor irá se apaixonar de maneira diferente, em momentos diferentes pela obra, assim como os personagens se apaixonaram. Espero que vocês amem, amem livros, amem alguém, amem qualquer coisa que lhes façam bem, e é isso que vocês mais vão aprender lendo a obra de Sophie.

"- Eu só queria dar alguma coisa para mostrar o que você significa para mim.
Riley contraiu os lábios e voltou a olhar o desenho.
- Um planeta?
Lexie fez que não com a cabeça.
- Não, seu bobo. - Lexie ficou mais séria. - O mundo. O mundo inteirinho."

Nota: 2/5 ♥ 
Confesso que foi muito complexo dar a nota para esse livro, pensei até em não colocar, mas achei melhor deixar o mais perto possível do que senti em um número.

Compre Amor Sem Medidas | Amazon | Saraiva 
Baixe um trecho de Amor Sem Medidas | PDF


Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩


16 Comentários

  1. Hey!

    New Adult, pelo menos comigo, é uma leitura de clima. Se eu estou na pegada daquele livro. Amo livros sobre amor. Amo! Porque o amor, é sensacional! E é uma pena que esse não tenha superado suas expectativas.
    Sua resenha ficou ótima e senti verdade em tudo dito.
    Parabéns!

    Beijos!

    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Mari!

      Nossa, sou totalmente você nesse aspecto! Ah, também fiquei triste, principalmente por envolver esse tema. Fico muito feliz em ler isso :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Oii Ceci.
    Eu já vi vários livros com o tema e resenhas desses próprio. Nenhum deles me faz sentir vontade de ler. Acho que é por causa do drama que me deixa com um pé atrás na leitura. Não sou exatamente do tipo que gosta do drama.
    Eu consegui perceber que existem algumas falhas, muito embora não totais da construção do livro em si. Por isso, sei que não leria esse livro. Pelo menos, não agora.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Jessica!

      Entendo... O drama é visível na obra principalmente porque os personagens não decidem o que fazer em nenhum momento, o que cansou a leitura. Sim, o livro tem diversas falhas, mas é sempre bom dar uma chance algum dia, vai saber rsrs

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá, Cecilia! tudo bom?
    Que triste que te decepcionou... eu realmente não li nada dessa autora, mas acabo perdendo a vontade, porque você não é a primeira que não gostou e que tem críticas consideráveis a fazer... Parabéns, sua resenha ficou ótima, como sempre!
    Beijos, Yasmim.

    Canal: https://www.youtube.com/blogliterarte/videos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Yasmim!

      Fiquei bem triste. É, a autora tem alguns comentários mais negativos, espero ler outras obras da mesma futuramente e me apaixonar. Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Eu achei o enredo tão legal que foi meio decepcionante vc não ter curtido rsrs
    Mas eu vou ler se puder sim e tirar minhas conclusões :D

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      É, acaba que fica bem decepcionante mesmo haha Fico feliz em saber que você tentará a leitura, espero que goste :)

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, tudo bem? Sou fã de New Adult, leio todos que for possivel kk, mas ainda não li nada dessa autora. Fiquei um pouco curiosa com a resenha, mas ao mesmo tempo com um pé atrás, pq ele parece ser tão clichê, do tipo muiiito clichê mesmo, Fora o fato de vc dizer que a história é meio demorada, eu desisto logo. Adorei a sua resenha, a sinceridade é importante. Parabéns!
    http://blogviagensliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Suyanne!

      Também sou tipo você por New Adult haha É, ele tem uma pitada de clichê sim, mas não acho que esse seja o maior problema da obra. Fico muito feliz em ler isso, muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir
  6. Olá, tudo bom? Eu gosto muito de New Adult e mesmo com seus comentários negativos sobre a obra gosto de tirar minhas próprias conclusões. Gostei muito da sua resenha e da sua sinceridade e espero que a mim o livro agrade.

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Aline!

      Fico feliz em ler isso, afinal, você pode se apaixonar pela obra. Muito obrigada :) Também espero.

      Beijos!

      Excluir
  7. Oii, tudo bem?? Apesar de reencontros amorosos ser um dos temas que mais amo ler, acho que o autor deve saber abordar de modo que a leitura fique cativante e te motive a ler mais e mais páginas. Achei a premissa super interessante, e espero quem sabe poder conhecer a escrita da autora, e vai que eu goste né! Adorei sua resenha ela estava fantástica!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      Sim, concordo completamente com você. Às vezes você se apaixona pela obra e pela autora, é sempre válido tentar a leitura :) Muito obrigada!

      Beijos!

      Excluir
  8. Socorro!! Me amarrota que eu estou passada!!
    Vamos lá, acho que algo que me irrita nessa autora pode ter causado esse estrago. Tem um conto antes desse livro, que a arqueiro não publicou, e isso pode ter causado essa decepção total na sua leitura.. mas vida que segue.. fiquei me perguntando se com tanto irmão vai ter mais histórias por ai... Elisabete Blog Pretenses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Elisabete!

      Agora tudo faz mais sentido haha Talvez esse conto salvasse um pouco, né?! Também me pergunto isso... Imagina! Iria ser livro para o resto da carreira dela haha

      Beijos!

      Excluir